Lazer

Passeio pela região de Aveiro

Visita permitiu aumentar a nossa cultura através dos museus e locais visitados e ter experiências de alto nível gastronómico

Saída de Lisboa no dia 4 de maio em direção a Ílhavo para visita ao Museu Marítimo daquela localidade. Aí observámos vários barcos e diversas coleções de objetos relacionados com a pesca à linha do bacalhau, da faina agro-marítima da Ria de Aveiro, de algas, de arte, e a maior coleção de conchas do país. No Aquário vimos vários exemplares do chamado bacalhau do Atlântico.

Após um excelente almoço no famoso Restaurante Oxalá, em Ovar, fomos até Aveiro visitar o Museu de Aveiro, que ocupa as dependências do antigo Convento de Jesus, edificado no século XV, onde se recolheu, em 1472, a Infante D. Joana, filha do Rei D. Afonso V.

A fachada atual data do século XVIII e nela se inscrevem três portais com bonitos frontões, vendo-se o brasão real no meio. O edifício conserva o átrio, o claustro, algumas capelas Manuelinas decoradas com azulejos e a sala do capítulo. Na lindíssima igreja, merece especial atenção a capela-mor pelo notável trabalho de talha dourada. No coro baixo da igreja, encontra-se o túmulo de Santa Joana, peça de exímia execução com finíssimos embutidos de mármores italianos de diversas cores. Possui ainda notáveis coleções de pintura, escultura, ourivesaria e paramentos.

Seguiu-se um agradável passeio de Moliceiro na Ria de Aveiro. A Fábrica de ovos moles estava à nossa espera para um workshop e degustação deste famoso produto da região de Aveiro.

Alojamento na Estalagem da Pateira onde após o jantar tivemos um lindo espetáculo de folclore, com a participação de alguns dos nossos associados nessas danças regionais. Na discoteca do hotel houve um salutar convívio, com música para dançar, bolo e espumante.

No dia seguinte, em Aveiro, apanhámos o comboio da linha do Vouga, com animação a bordo, bebidas e doces regionais. Durante o percurso pudemos ver a linda paisagem daquela região. Em Macinhata do Vouga visitámos o Museu Ferroviário, fundado em 1981, onde vimos o espólio das companhias ferroviárias Nacional e do Vale do Vouga. De salientar que este museu contém peças únicas.

Após entradas e almoço gourmet no bonito Restaurante Sal Poente, junto à Ria de Aveiro, dirigimo-nos para o Museu da Vista Alegre, em Ílhavo, que mostra a história da Fábrica, a evolução artística da porcelana e a sua importância na sociedade portuguesa, nos séculos IX e XX, através de um dos mais completos espólios museológicos do género que conta com mais de 30.000 peças.

Foi um passeio muito agradável, que permitiu aumentar a nossa cultura através dos museus e locais visitados e ter experiências de alto nível gastronómico.

Publicado em 23/05/2019