Clube

Apelo à Dádiva de Sangue (Instituto Português do Sangue e da Transplantação)

Dê Sangue, dê Vida! Não custa nada e faz toda a diferença

O Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) alerta para o facto de os meses de janeiro e fevereiro serem "particularmente exigentes para a manutenção das reservas de sangue em níveis confortáveis", devido ao frio e às constipações, sublinhando que, este ano, a situação é agravada pela pandemia de Covid-19, as medidas de confinamento e as regras para garantir a segurança para dadores e profissionais.

Os grupos sanguíneos mais afetados são o A positivo, A negativo, O negativo e B negativo.

LOCAIS DE COLHEITA COM SEGURANÇA REFORÇADA

O Instituto pede que se dê sangue, relembrando que "mesmo em tempos de pandemia é possível continuar a ajudar a salvar vidas, já que nos locais de colheita foram reforçadas todas as medidas para que o ato se efetue com segurança" e as deslocação para efeitos de dádiva são permitidas pelas autoridades.

Para ser dador de sangue, basta ter entre 18 e 65 anos (o limite de idade para a primeira dádiva é os 60 anos), ter peso igual ou superior a 50 quilos e ter hábitos de vida saudável.

Nota: O Clube não tem qualquer interesse direto ou indireto nas marcas e/ou empresas e/ou entidades indicadas.

Fonte: Site "SIC Notícias".

Publicado em 22/01/2021