Cultura

Visita guiada ao Museu Militar de Lisboa

Como prevíamos, foi uma surpresa para os Associados que nunca tinham visitado aquele museu...

Sendo o mais antigo Museu de Lisboa, nem por isso é o mais visitado. Talvez porque se associe este museu apenas, e só, a artefactos militares. É certo que há uma vasta coleção de lanças, espadas, canhões, arcabuzes e a metralhadora, conhecida pela nome da Luisinha que foi utilizada pelo Soldado Milhões na Primeira Grande Guerra.

No espaço dedicado a esse acontecimento, que abalou a Europa e o Mundo, são de realçar, entre outros, as pinturas alusivas à participação do Corpo Expedicionário Português. E é precisamente a pintura que está presente em número considerável por todo o edifício, onde pontuam obras de Adriano Sousa Lopes, Columbano Bordalo Pinheiro, José Malhoa, Carlos Reis, Veloso Salgado, entre outros.

Mas os Sócios encontraram também curiosidades como é a presença da zorra que foi construída para trazer, algures da região de Pêro Pinheiro, as colunas que suportam o Arco da Rua Augusta. E ouviram a guia explicar que essa zorra era puxada por mais de "vinte juntas de bois". E que a viagem, que agora se faz numa hora, levou, àquela época e com este meio de transporte, muitos dias.

Para além do que é exposto naquele museu, o próprio edifício é, por si só, motivo para uma visita, como as fotos documentam.

Aceda aqui a mais fotos desta visita.

Publicado em 31/01/2019