Login
Nº Sócio
Pin
    
 

Na Rota dos Judeus do Porto


César Santos Silva acompanhou-nos em mais um percurso guiado pela cidade invicta!


No passado domingo, dia 11 de novembro de 2018, efetuámos mais um percurso pela cidade do Porto, acompanhados por César Santos Silva, bacharel em História, formador, professor de História do Porto, Portugal e Contemporânea e investigador de temas relacionados com a História do Porto, já nosso conhecido de uma outra visita realizada este ano, em abril, sobre o escritor Camilo Castelo Branco e a sua passagem forte pela cidade do Porto.

Tal como em visitas anteriores, César Santos Silva mostrou-se mais uma vez, além de excelente companhia, um profundo conhecedor do tema em causa. Ficámos assim a conhecer melhor a profunda importância que os judeus tiveram desde sempre na cidade do Porto, que ao longo dos tempos e na medida do possível procurou sempre a melhor forma de os proteger.

Nos séculos XI e XII os cristãos dominavam a cidade do Porto, a nível político e religioso, mas os judeus constituíam o mais importante grupo minoritário. Talvez por isso se calcule que ainda hoje cerca de 25 a 30% do sangue que nos corre nas veias seja de origem judaica. Também ainda hoje persistem marcas daquilo que foi a última judiaria do Porto, a do Olival, junto da zona da Cordoaria, onde terminou a nossa visita, para depois subirmos as Escadas da Esnoga (Sinagoga), vindos da Sé e Morro da Pena Ventosa.

Sendo o passeio longo, fomos ouvindo pelo caminho muitas outras histórias dos judeus no Porto e em Portugal.

É "viagem" que valeu a pena, pelo que se recomenda.

Notas finais:

· Será, quiçá, imperdoável, mas pela chuva que se fez sentir não houve espaço para fotos. No entanto, teremos nova oportunidade...;
· A chuva quase torrencial a que já se fez alusão, fez com que a maioria dos inscritos preferisse não estar presente; ainda assim foi do agrado de um punhado de corajosos que se apresentou devidamente equipado para o mau tempo.

Publicado em 15/11/2018