Cultura

Visita guiada às Caldas da Rainha

Com a lotação do autocarro esgotada, fomos até à cidade, conhecida pela sua loiça e pelas suas termas...

Conta a história que: quando a Rainha Dona Leonor ia a caminho da Batalha e passou por aquele lugar a que chamavam de Caldas de Óbidos, viu um grupo de pessoas a banharem-se numas águas mal cheirosas. Tendo perguntado por que o faziam lhe responderam que "era para se curarem das suas maleitas". Diz a lenda que ao banhar-se naquelas águas, a rainha se curou duma doença que a atormentava e, por isso, criou o hospital termal.

Mas a nossa viagem, efetuada no dia 13 de outubro, teve como ponto principal as visitas ao Museu José Malhoa e da Cerâmica. O de José Malhoa surpreendeu-nos pela sua dimensão e qualidade. Não só pela pintura mas também pela escultura, sendo de realçar o conjunto escultórico que represente a Paixão de Cristo. No da Cerâmica, os nossos olhos nem queriam acreditar que aquilo que viam era arte humana e não da natureza.

E andámos pela cidade a ver outros monumentos sendo de destacar a Igreja de Nossa Senhora do Pópulo, que é uma joia. E fizeram-se compras na loja da fábrica antes de regressarmos a Lisboa.

Veja aqui mais fotos desta visita guiada.

Publicado em 15/10/2019