Desporto

Balanço de uma época automobilística

Relato do piloto Veloso Amaral

Se os resultados poderiam ter sido melhores, possivelmente sim, mas:

. Enquanto houver quem pense que o automobilismo não é um desporto de massas;
. Enquanto existirem pessoas que não avaliam devidamente o retorno do automobilismo em geral, dos Clássicos em particular;
. Enquanto muitos continuarem a teimar não ver o que é por demais evidente, difícil será almejar por lugares acima dos que, efetiva e abnegadamente, temos conseguido alcançar.

Em maio, de 23 a 26, com o Clan Crusader, marcámos presença no 8.º Salão Automóvel de Vila Franca de Xira. Foram contabilizadas mais de 3.000 entradas. Em termos de Campeonato Nacional de Velocidade, e por mera escassez de verbas, começámos por faltar às duas jornadas iniciais - Braga 1 e Vila Real.

Depois, com o Datsun 1000, marcámos presença no Circuito do Estoril (12 e 13 de março), no Circuito Braga 2 (21 e 22 de setembro) e no Algarve Classic Festival, em Portimão (31 de outubro a 3 de novembro). Este último, um dos eventos do género que, pela invulgar qualidade dos veículos inscritos, mais tem concitado a curiosidade da comunicação social, tanto nacional como estrangeira. As seis corridas disputadas permitiram-nos amealhar pontos suficientes para alcançar o lugar de vice-campeão dos Históricos/71 e, em simultâneo, o de vencedor "crónico" da Taça MIL.

No ano em que comemorámos 25 anos de ligação aos IMP, levámos um bonito exemplar ao Estoril Classics, que teve lugar no Autódromo do Estoril (11 a 13 de setembro), onde obtivemos um honroso pódio na classe 1052. O Estoril Classics reuniu o maior e melhor número de automóveis clássicos jamais vistos em Portugal. Dos Turismos aos Fórmula 1, passando pelos GT e Protótipos, bem podíamos dizer estar perante um “museu em movimento”.

Obrigado Clube Millennium bcp pelo apoio. Para todos, votos sinceros de umas Boas Festas e o desejo de voltarmos a estar juntos em 2020.

Publicado em 20/12/2019