Desporto

1.ª jornada da Série A do XIII Campeonato Nacional de Futsal

FAPOC (7) vs (1) Two Left Feet; Millindividuais (2) vs (1) WTFall; Craques da Bola (2) vs (2) MG Foot

FAPOC - 7 vs Two Left Feet - 1

Jogo inaugural do XIII Campeonato Nacional de Futsal do Clube Millennium bcp. Noite de 6.ª feira (22 de fevereiro), no Pavilhão da Cidade Universitária em Lisboa. Na quadra, duas realidades bem distintas em confronto. De um lado, FAPOC, finalista vencido do último campeonato. Do outro, os estreantes nestas andanças, Two Left Feet.

Os primeiros minutos foram de equilíbrio e muita cautela. As equipas não se conheciam e os primeiros minutos foram de estudo mútuo. David Alves, dos Two Left Feet, abriu o marcador aos 3 minutos. A vantagem dos "novatos" foi sol de pouco dura e aos 7´ Paulo Ferreira (faria um hat-trick) empatou a partida. Até ao intervalo, o maior entrosamento dos FAPOC deu frutos e o resultado avolumou-se para 4-1.

Na 2.ª parte, gestão da partida pelos FAPOC, com os Two Left Feet a tentarem tomar conta da partida mas sem resultados práticos. No contra-golpe, os vice-campeões foram aumentando o marcador até aos 7-1 finais. Na 2.ª parte destaque para os dois golos do camisola 9, Gil Correia.

Vitória merecida dos FAPOC a trazer ao de cima a grande valia do entrosamento entre jogadores e o conhecimento de anos de jogo em conjunto. Parabéns às três equipas em campo e ao "fair-play" entre todos.

Millindividuais - 2 vs WTFall - 1

No segundo jogo da primeira jornada, estava em frente os novatos Millindividuais contra os WTFall. O jogo iniciou-se com algum equilíbrio entre ambas as equipas, sendo que após 2 minutos de jogo, os Millindividuais colocaram-se em vantagem por intermédio do n.º 2, Vitor Azevedo. A equipa do WTFall estava a começar-se a organizar, entre um jogo muito partido, sendo que já perto do final da 1.ª parte, André Grácio fez o empate. Assim foram as duas equipas para o intervalo.

No retorno, a equipa dos WTFall sofreu de início uma forte pressão dos Millindividuais, e após aguentar um assédio à baliza, por volta dos 9 minutos de jogo da 2.ª parte, o equilíbrio entre as duas equipas voltou a sentir-se. Tudo indicava um empate, porém numa escapadela do jogador Bruno Santos, pelo lado esquerdo, com um remate colocado, fez aos 38 minutos o resultado final.

Craques da Bola - 2 vs MG Foot - 2

Iniciou-se no passado sábado (23 de fevereiro) o XIII Campeonato Nacional de Futsal logo com um dérbi regional que tantas emoções tem trazido ao longo dos anos.

O jogo iniciou-se com as equipas a estudarem-se mutuamente, havendo, no entanto, alguma preponderância dos Craques da Bola que se apresentaram reforçados, com jovens que trazem mais velocidade ao seu jogo. Com isso empurraram os MG Foot para uma atitude mais defensiva criando algumas oportunidades de golo com a bola a bater no poste e trave. Quando o jogo parecia mais equilibrado, a equipa da casa inaugurou o marcador com um golo de fora da área que surpreendeu o guarda-redes forasteiro, que não viu a bola partir tornando a defesa impossível. O intervalo chegou com a diferença mínima perspetivando-se uma segunda parte emocionante.

No início do segundo tempo, e quando a equipa do MG Foot procuravam pôr em prática o seu jogo com trocas de bola, acaba por ser surpreendida com um segundo golo que provocou algum desnorte no seu jogo, permitindo diversos contra-ataques com perigo que poderiam selar o jogo caso surgisse um terceiro golo. A 10 minutos do fim e quando a equipa forasteira se preparava para arriscar tudo, surge uma grande grande penalidade a seu favor permitindo reduzir a desvantagem para um golo e reentrar novamente na discussão do resultado quando parecia já ser difícil acontecer. O jogo mudou, sentiu-se uma quebra física por parte dos Craques da Bola e na sequência de algumas oportunidades desperdiçadas surge o golo do empate numa bonita jogada de envolvimento.

Até ao final, o jogo foi mais aberto sendo que qualquer das equipas poderia ter feito o terceiro golo o que acabou por não acontecer e o empate prevaleceu no placard final. No final seguiu-se a tradicional terceira parte onde uma vez mais não houve vencidos pois foram todos vencedores na boa disposição e companheirismo.

Clique aqui para aceder à classificação da jornada.

Publicado em 01/03/2019